Ao continuar a navegar você está a concordar com a utilização de cookies e a Política de Privacidade deste site. Para mais informações, consulte a nossa Política de Privacidade.

Publicação Ver mais publicações

Brasil Resgate | Lazabrasil Segurança Privada

Apostila de Introdução aos PRIMEIROS SOCORROS para Leigos

APOSTILA DE INTRODUÇÃO AOS PRIMEIROS SOCORROS PARA LEIGOS


Protocolo 2020 atualizado pela American Heart Association (https://www.heart.org/) e International Liaison Committee on Resuscitation (https://www.ilcor.org/).


Atendimento Pré Hospitalar (APH).

É o conjunto de procedimentos aplicados no local da emergência e durante o transporte da vítima para um hospital, cujo objetivo é manter a vítima com vida e em situação mais próxima possível da normalidade.


Cadeia da sobrevivência.

É a seqüência em que acontece um atendimento desde o momento do acidente, passando pelo atendimento, até a recuperação da vítima nos cuidados pós hospitalares, passando pelos seguintes pontos:


1. Reconhecimento precoce da emergência

2. Acionamento do resgate avançado

3. Reanimação cardiopulmonar precoce - RCP

4. Desfibrilação precoce - DEA

5. Cuidados intra hospitalares

6. Cuidados pós hospitalares para recuperação do paciente


+Dois pontos são muito importantes:

1) Assim que o socorrista presenciar uma emergência grave, deverá chamar o Resgate Avançado do Corpo de Bombeiros (193) ou SAMU (192).

2) Uma vítima de emergência grave deverá ser removida o mais rápido possível para o Hospital de Emergência mais próximo, seja ele púbico ou particular, preferencialmente através de uma ambulância.


Princípios Básicos do Socorrista.

1) Chamar o Resgate Avançado (Corpo de Bombeiros 193 ou SAMU 192);

2) Garantir a segurança da cena para prestar os primeiros socorros;

3) Passar o maior número de informações para a equipe de Resgate Profissional no local do acidente.


Informações passadas ao telefonista (Bombeiros 193 ou SAMU 192).

Seu nome, número de telefone para retorno de confirmação do chamado, Local Exato com nome, número da rua e proximidades.

Tipo de acidente, número de vítimas e condição das vítimas (nível de consciência). 


Devem ser anotados: o nome do telefonista e o tempo de chegada do RESGATE AVANÇADO. Somente desligue o telefone quando o atendente autorizar.


O que não fazer.

NÃO administrar medicamentos, NÃO usar métodos invasivos, NÃO remover vítimas para o hospital, NÃO declarar óbito e NUNCA dizer que é médico, se não for.


Consentimento da Vítima.

Toda vítima consciente tem o direito de negar o atendimento. O socorrista deve sempre obter o consentimento da vítima para poder colocar a mão e prestar os primeiros socorros. Caso a vítima negue o seu atendimento, chame uma testemunha para confirmar o ocorrido, e confirme que o Resgate Avançado já foi acionado - assim você já estará prestando atendimento.


Informações passadas ao Resgate Avançado no local do acidente.

O que aconteceu, como aconteceu, a que horas foi, como estava a vítima quando você chegou e como ela evoluiu com o passar do tempo.


O Socorrista deverá colher o maior número de informações possíveis, o que irá facilitar muito o atendimento prestado pela Equipe Médica.


Suporte Básico de Vida – SBV.

Suporte Básico de Vida é o conjunto das manobras artificiais de respiração e circulação (Sinais Vitais) aplicadas a uma vítima, quando constatado a ausência de algum desses sinais.


Equipamentos de Proteção Individual – EPI.

Quando o socorrista não conhece o histórico de saúde da vítima, é definido, por segurança, que a vítima está infectada com diversas doenças, até que se prove o contrário. O socorrista deverá se proteger de possíveis infecções pelo sangue ou pelo ar.


Os Equipamentos de Proteção Individual para primeiros socorros consistem no mínimo em: óculos, luvas de procedimento e barreira de proteção facial.


Avaliação da Cena.

A avaliação da cena é a primeira etapa de qualquer tipo de atendimento, seja ele básico ou avançado.

Esta deverá ser feita a distância, de maneira rápida, antes de o socorrista entrar efetivamente na cena do acidente, com o objetivo de identificar possíveis riscos à segurança do local (para o socorrista, para a vítima e para a população), o número de vítimas e o tipo de acidente. 


+Antes de iniciar o atendimento, garanta que a CENA ESTÁ SEGURA!


Avaliação Primária da Vítima – Nível de consciência e Respiração.

O socorrista deve procurar por problemas que ameaçam eminentemente a vida da vítima – SINAIS VITAIS (respiração).


Determinar o nível de consciência da vítima - AVI.

Coloque uma de suas mãos sobre a testa da vítima e a outra no ombro oposto a sua posição, e provoque os estímulos do “AVI”.


A – Alerta (olho no olho da vítima)

V – Verbal (chame a vítima para ver se ela responde)

I – Inconsciente (vítima que não responde aos estímulos de voz)


*Caso a vítima esteja Inconsciente, procure por sinais de Respiração e CHAME IMEDIATAMENTE o Resgate Avançado (Bombeiros 193), esta vítima está em estado grave


Avaliação primária da respiração.

Coloque uma mão próximo a boca e nariz da vítima, e a outra mão ao abdomen e, observe por 5 segundos se existe passagem de ar ou movimentação da barriga.


A VÍTIMA RESPIRA ???

- Se SIM, coloque-a na Posição Lateral de Segurança.

- Se NÃO, inicie a Reanimação Cardiopulmonar (RCP).


*Caso a vítima não apresente movimentos respiratórios, inicie a RCP!!!


REANIMAÇÃO CARDIOPULMONAR (RCP).

É o conjunto de técnicas de compressões torácicas associadas com insuflações, para levar oxigênio ao organismo da vítima de Parada Cardiorrespiratória.

 

Caso não possua barreira de proteção respiratória, ou não seja treinado para as ventilações mecânicas, faça apenas as COMPRESSÕES TORÁCICAS em não menos que 100 compressões por minuto. (VÍDEO DE RCP)


Quando iniciar a RCP:

Não respira;

Não tosse;

Não tem pulso carotídeo;

Não se mexe;

Extremidades frias e cianóticas.


Quando parar uma RCP:

Na recuperação da vítima

Na chegada de outro socorrista igual ou mais bem preparado que você

Na exaustão total do socorrista


+Diferenças nos Protocolos de RCP em Adulto, Criança e Bebê.


+RCP com 02 Socorristas.


Com vítima Inconsciente - A VÍTIMA RESPIRA ???

- Se SIM, coloque-a na Posição Lateral de Segurança.


POSIÇÃO LATERAL DE SEGURANÇA.

A Posição Lateral de Segurança é utilizada em vítimas estáveis (Inconsciente, porém, com a Respiração presente), com a intenção de deixar as vias aéreas permanentemente desobstruídas por queda de língua, e prevenindo contra a Bronco-aspiração da vítima. (VÍDEO de Posição Lateral de Segurança)


+IMPORTANTE: caso a vítima possua “SUSPEITA DE LESÃO NA COLUNA CERVICAL” a lateralização deverá ser feita em bloco e, com no mínimo dois socorristas !!!


Desobstrução de vias aéreas por corpo estranho.

Manobra de Heimlich (em crianças e adultos) ou Tapotagem (em bebês com até 1 ano de idade): Utilizada para desobstrução de vias aéreas por corpo estranho.


+Em Crianças e Adultos (VÍDEO Heimlich em Adulto)

+Em Bebês (VÍDEO Tapotagem em Bebê)


CASO A VÍTIMA ESTEJA CONSCIENTE E RESPONSIVA, INICIE O ATENDIMENTO ÀS URGÊNCIAS CLÍNICAS.


Abordagem de vítima consciente e responsiva.

Inicie uma conversa com a vítima, visando se apresentar e extrair informações que possam demonstrar o que pode estar acontecendo com a vítima.

- Senhor, meu nome é (xx), sou socorrista e estou aqui para ajudar.

- Qual o seu nome, você sabe o que aconteceu?

- Você já teve isso antes (Emer. Clínicas)?

- Qual parte do seu corpo que mais doi (Emer. Traumáticas)?

- SAMPLE


S Sinais e Sintomas

A Alergias (Sr tem alguma Alergia?)

M Medicamentos (faz uso de algum Medicamento?)

P Problemas de saúde (algum problema de saúde?)

L Líquidos e sólidos (o que comeu ou bebeu nas últimas 24hs?)

E Evento (em seguida, o Socorrista analisa o Evento como um todo)


+Procure observar se a vítima está LOTE (Lúcida e Orientada no Tempo e Espaço).

Vítimas desorientadas inspiram atenção, pois podem se tornar uma vítima inconsciente a qualquer momento.


Nestes casos, coloque a vítima sentada em posição de conforto, se possível, com as costas semi deitadas (45 graus) e pernas flexionadas. 

Procure estabilizar todo o ambiente, para que fique mais confortável a temperatura, iluminação, ruído e etc.

Chame ajuda - Ligue para o Resgate Avançado - BOMBEIROS 193.


Infarto Agudo do Miocárdio - IAM (VÍDEO IAM)

Acidente Vascular Cerebral - AVC (VÍDEO AVC)

Crises convulsiva (VÍDEO CRISE CONVULSIVA)

+entre outras Urgências Clínicas.


ATENDIMENTO A VÍTIMAS DE TRAUMA.

O atendimento a vítimas de trauma exige uma atenção ainda mais especial, para que não aconteçam novas lesões à vítima, durante um atendimento feito de forma inadequada. Por isso, ao se aproximar de uma cena de acidente, procure Avaliar a segurança da cena, mas também, a Cinemática do Trauma e a suspeita de Lesão na Coluna Cervical, ou outros traumas importantes, além de Sangramentos e Fraturas que possam comprometer o estado geral da vítima, até a chegada do Resgate Avançado.


+Durante a Avaliação da Cena e Avaliação da Vítima, caso fique na dúvida se é ou não uma Emergência GRAVE, por segurança, peque por excesso de segurança, e assuma que pode ser uma Vítima GRAVE, então; Acione o Resgate Avançado (BOMBEIRO 193), Isole a área, e caso a cena esteja segura procure não movimentar a vítima.


LEMBRE-SE.

O acidente já aconteceu e a vítima já é vítima. Faça o melhor possível, dentro dos protocolos de atendimento passados em seu treinamento.


+JAMAIS ABRA MÃO DA SEGURANÇA PARA QUE VOCÊ NÃO SE TORNE OUTRA VÍTIMA!


+CASO QUEIRA PARTICIPAR DE UM TREINAMENTO COMPLETO DE PRIMEIROS SOCORROS Á DISTÂNCIA COM O BRASIL RESGATE, acesse brasilresgate.com.br/ead


+DESEJANDO RECEBER UMA PROPOSTA PARA DETERMINADO CURSO, acesse brasilresgate.com.br/contato, e indique o Assunto do seu interesse, que teremos satisfação em lhe dar retorno.


Viva o Treinamento Continuado e Viva a PREVENÇÃO!


#brasilresgate #lazabrasi #timenota10