Publicações

saída de emergência


Legislação de Incêndio no Rio de Janeiro

Quais são os documentos exigidos pelo Corpo de Bombeiros do Rio de Janeiro?

Brasil Resgate - Você sabe quais são os documentos que todas as edificações construídas no Estado do Rio de Janeiro devem possuir?

Se não sabe, vamos explicar os principais documentos, para que você possa localizar e manter o arquivo da sua edificação atualizado.


Iniciaremos pelo primeiro documento que toda edificação deve possuir (seja um prédio inteiro ou apenas uma sala comercial, ou mesmo uma loja dentro de um shopping), esse documento se chama LAUDO DE EXIGÊNCIAS - LE.


Este documento deve ser obtido antes da fase de construção da edificação (ou montagem do espaço, no caso de salas ou lojas). Ele serve para dizer quais equipamentos de proteção contra incêndio e pânico devem existir no seu estabelecimento, como por exemplo, extintores de incêndio, abrigos de mangeira, saídas de emergência, etc., dentre outras exigências que estão previstas no Decreto nº 897, de 21 de setembro de 1976, COSCIP Código de Segurança Contra Incêndio e Pânico.


O Laudo de Exigências tem duas maneiras de ser apresentadas; Laudo de Exigências do tipo projeto (o chamado laudo “P”) e, Laudo de Exigências do tipo vistoria (o chamado laudo “V”). A grande diferença entre eles é que o Laudo “P” possui um jogo de plantas que deverá estar em anexo.


Se você compreendeu o seu Laudo de Exigências, agora iremos falar sobre o documento que dá validade a este Laudo, isso mesmo: validade!! É o CERTIFICADO DE APROVAÇÃO - CAO Laudo de Exigências sem o Certificado de Aprovação é praticamente inválido.


O Certificado de Aprovação nada mais é do que, por documento o Corpo de Bombeiros comprovando formalmente, que todos os itens previstos no Laudo de Exigências foram cumpridos.

Por exemplo, se em seu Laudo pede um extintor de CO2 - 06kg, no momento da sua solicitação para o CA - Certificado de Aprovação, este extintor deverá estar em seu estabelecimento, e todas as respectivas documentações serem apresentadas, para que seu CA seja emitido.


Simulado de Abandono de Área


Simulado de Incêndio


Trabalhos em Altura - NR 35


Time Brasil Resgate


Simulado de Desocupação de Emergência


Plano de Escape e Simulado


Brigada Voluntária de Incêndio


NR33 Reciclagem Supervisor de Espaço Confinado


Brigada Voluntária de Incêndio


RCP - Reanimação Cardiopulmonar


Prevenção de Incêndio em Hospitais


Bombeiro Nota 10


Brigadas Voluntárias


Primeiros Socorros a Distância


Reciclagem de Brigada Voluntária de Incêndio


Brigada Voluntária de Incêndio


Brigada Voluntária de Incêndio


Plano de Emergência e Simulado de Escape


Dia das crianças na Loreal Brasil


NR33 - Treinamento de Supervisor de Espaços Confinados


NR11 - Curso de Segurança para Operadores de Empilhadeira


NR33 - Segurança para Trabalhadores e Vigias de Espaços Confinados


NR23 - Treinamento de Brigada de Incêndio Voluntária


Bombeiro Nota 10


Resolução SEDEC 31 - Formação de Brigada Voluntária


NBR 15219 - Plano de Emergência Contra Incêndio


NBR 14276 - Treinamento de Brigada de Incêndio Voluntária


Vigilante Patrimonial


50% extintores de incêndio na recarga é possível?

Qual quantidade mínima de extintores de incêndio deixar na edificação no período da recarga?

Brasil Resgate INFORMA - Quando envio meus extintores de incêndio para recarga, posso ficar com 50% da quantidade total na edificação; ou qual é a porcentagem mínima que devo deixar de cobertura para atender a legislação vigente?

De acordo com a legislação e normatização atuais, não existe qualquer fundamento que autorize a "famosa recomendação" de se manter a quantidade mínima de 50% dos extintores de incêndio da edificação como cobertura garantida durante o período de recarga destes.

Essa informação é um mito que foi se espalhando amplamente, mas que não possui embasamento legal.

A quantidade mínima de extintores de incêndio que a sua planta deve possuir em todo tempo, é a estabelecida no seu L.E. - Laudo de Exigências do CBMERJ - Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro.
Por tanto, na hora de realizar a manutenção dos seus extintores, faça uma boa pesquisa de mercado e procure identificar empresas que te forneçam a maior cobertura possível de extintores enviados para manutenção (100%), ou veja o quantitativo máximo de cobertura que a empresa poderá te fornecer, e envie para manutenção apenas a mesma quantidade de extintores deixadas pelo fornecedor como cobertura. Assim você estará sempre com 100% dos extintores exigidos pelo CBMERJ para sua planta.

Talvez algumas empresas de manutenção de extintor não tenham uma quantidade de cobertura suficiente (100%) para fornecer ao seu empreendimento, contudo, dividindo o total em dois ou mais períodos de manutenção, e organizando bem essa logística, é possível fazer o serviço e ainda manter seu prédio seguro e dentro da lei.

Fique atendo, e não se descuide na segurança contra incêndio da sua edificação.

Grupo Brasil Resgate | LazaBrasil


Brigada de Incêndio Profissional - BRASIL RESGATE


LazaBrasil Segurança Privada - Vigilante Líder


MDX Barra Medical Center - Simulado de Escape 2019


Lei Estadual 8376 - 2019, Obriga Bombeiros Civis em instalações desportivas com alojamento


Vigilante Líder NOTA 10


LEI Nº 13.722, DE 4 DE OUTUBRO DE 2018

Lei 13.722 - Capacitação em primeiros socorros

Lei Federal 13.722, de 04.10.2018, torna obrigatória a capacitação em noções básicas de primeiros socorros de professores e funcionários de estabelecimentos de ensino públicos e privados de educação básica e de estabelecimentos de recreação infantil.

Os cursos de primeiros socorros têm por objetivo capacitar os professores e funcionários para identificar e agir preventivamente em situações de emergência e urgência médicas, até que o suporte médico especializado, local ou remoto, se torne possível.

Conforme o Art. 3, são os estabelecimentos de ensino obrigados a afixar em local visível a certificação que comprove a realização da capacitação de que trata esta Lei e o nome dos profissionais capacitados.

O não cumprimento das disposições desta Lei implicará em:

I - notificação de descumprimento da Lei;

II - multa, aplicada em dobro em caso de reincidência; ou

III - em caso de nova reincidência, a cassação do alvará de funcionamento ou da autorização concedida pelo órgão de educação, quando se tratar de creche ou estabelecimento particular de ensino ou de recreação, ou a responsabilização patrimonial do agente público, quando se tratar de creche ou estabelecimento público.

Muito além da imposição desta Lei, fica a oportunidade dos estabelecimento de ensino se organizarem para atender de forma menos improvisada, cada vez que uma criança, ou outra pessoa, se acidenta no interior da escola.

Primeiros socorros é melhor você saber e nunca precisar, do que um dia precisar e não saber.

BRASIL RESGATE


Liberdade e Segurança

Liberdade e Segurança

O presente artigo tem por objectivo apresentar os diferentes significados dos termos "liberdade" e "segurança", mas também identificar em que circunstâncias eles se confrontam, ou se completam, além de, por fim, questionar se é possível aumentar a liberdade e ainda assim garantir a segurança.

Desta forma, vamos ao entendimento dos termos "liberdade" e "segurança"; onde no dicionário infopedia.pt encontra-se as seguintes definições:

"LIBERDADE"

Condição do ser que pode agir consoante as leis da sua natureza; direito que qualquer cidadão tem de agir sem coerção ou impedimento, segundo a sua vontade, desde que dentro dos limites da lei; livre arbítrio; estado de quem não está preso, detido ou em cativeiro.

Em filosofia é a capacidade própria do ser humano de escolher de forma autónoma, segundo motivos definidos pela sua consciência.

A liberdade de consciência é o direito de professar as opiniões religiosas e políticas que se julgarem verdadeiras.

A liberdade individual é a garantia que todos os cidadãos têm de não serem impedidos do exercício dos seus direitos, excepto nos casos determinados pela lei.

"SEGURANÇA"

Ato ou efeito de segurar; confiança; certificação; tranquilidade de espírito; caução; garantia; firmeza; certeza; convicção; amparo; afirmação; corpo de vigilância e protecção contra possíveis atentados ou ataques a uma instituição ou personalidade.

Numa visão ainda mais ampla, é possível citar a Declaração Universal dos Direitos Humanos; que dispõe em seu Artigo 2.º: "Todos os seres humanos podem invocar os direitos e as liberdades proclamados na presente Declaração, sem distinção alguma, nomeadamente de raça, de cor, de sexo, de língua, de religião, de opinião política ou outra, de origem nacional ou social, de fortuna, de nascimento ou de qualquer outra situação. Além disso, não será feita nenhuma distinção fundada no estatuto político, jurídico ou internacional do país ou do território da naturalidade da pessoa, seja esse país ou território independente, sob tutela, autónomo ou sujeito a alguma limitação de soberania."

Já o Artigo 3.º taxa: "Todo o indivíduo tem direito à vida, à liberdade e à segurança pessoal."

Noutra forma, quando fala-se no tema SEGURANÇA PRIVADA; Controlo de Acesso, Protecção de Bens, Informações e Pessoas, os termos "liberdade" e "segurança" tendem a estar em lados opostos da balança, uma vez que quanto mais planeamento e estrutura de segurança você prevê para uma instalação, ou pessoas e famílias (no caso de protecção pessoal), a consequência costuma ser a restrição de liberdade.

Deste modo é possível citar como exemplo uma simples casa residencial, cituada num lugar calmo, onde hipoteticamente não se tem muros, ou se quer portas, que impeçam outras pessoas de se aproximar, observar, ou mesmo entrar quando assim bem entenderem. Embora esteja-se em uma propriedade privada, com uma placa onde diga "Propriedade privada", e sabe-se que, por isso, não é permitido o acesso à pessoas não autorizadas; contudo na prática há a possibilidade de alguém entrar, fazer o que não deve, e até sair levando consigo algo que não deveria. 

Pergunta-se; será que esta sensação de liberdade plena é razoável no ambiente de uma cidade grande?

Por outro lado, veja o exemplo de um simples condomínio de casas residenciais na cidade do Rio de Janeiro, onde em um contexto pouco seguro, estas aproximadamente 15 casas próximas, precisam estar cercadas por um grande muro com 5 metros de altura, reforçado por concertina (tipo arame farpado aspiral), adicionado a linha de choque eléctrico, sensores de movimento, sistema de videovigilância, e etc. Nos dois portões de acesso ao condomínio, em cada um, há um posto de serviço com cabine blindada, 4 vigilantes armados 24 horas, 1 viatura operacional parada do lado de fora, com giroflex ligado, e uma grande placa na frente da portaria onde diz "ATENÇÃO, área protegida por segurança privada, acenda a luz no interior do veículo e não ultrapasse a área de segurança sem ser autorizado". Pergunta-se, com todo este aparato de segurança é possível o morador se sentir plenamente seguro?

Como falado, dentro do tema SEGURANÇA PRIVADA, em via de regra os termos "liberdade" e "segurança" tendem a aparecer em lados opostos da balança, e cabe ao Diretor de Segurança responsável pela operação local, identificar a melhor graduação destes dois termos, quando se faz o planeamento e gestão permanente de segurança de um ambiente ou de pessoas.

Isto posto, propõe-se a seguinte reflexão:

É possível aumentar a liberdade e ainda assim garantir a segurança?

Para auxiliar esta reflexão, proponho a experiência de uma pessoa que sai do Brasil, indo morar em Portugal, num ambiente onde se planeia de forma menos robusta a estrutura e operação de segurança para a protecção de bens e pessoas, mas ainda assim, é garantida mais sensação de liber


Treinamento de Brigadistas Voluntários


Ambev Direção Defensiva


Plano de Emergência e Simulado de Escape


Contrata-se PCD para Bombeiro Civil


Decreto 42, de 17/12/2018 - Novo COSCIP Cbmerj


Treinamento de Brigadistas Voluntários


Plano de Emergência do Condomínio O2 Corporate e Offices

Plano de Emergência do Condomínio O2 Corporate e Offices

O Condomínio O2 Corporate e Offices - CBRE concluiu com sucesso no último dia 24/10 a atualização e implantação do Plano de Emergência Contra Incêndio 2019, finalizando a sequência de exercícios simulados de abandono de área realizados com o Grupo BRASIL RESGATE | LAZABRASIL Segurança Privada.

Localizado em uma das áreas mais valorizadas da Barra da Tijuca, na Cidade do Rio de Janeiro, o O2 Corporate e Offices é um centro empresarial de alto padrão, com 70.000 m² de terreno, composto por 09 prédios, cada um com suas particularidades, funcionando 24 horas por dia / 365 dias do ano.

Visando uma boa preparação para as equipes de prevenção e resposta às emergências locais, bem como a integração da população fixa e flutuante do Condomínio aos procedimentos previstos no Plano de Emergência Contra Incêndio, foram realizados ao todo 08 exercícios simulados de abandono de área, com adesão de um público aproximado de 850 pessoas e um tempo médio de abandono de 10 minutos.

Entre os principais pontos positivos avaliados nos eventos, observamos um Coordenador de Brigada Local bem ativo e com conhecimento dos processos previstos no Plano de Emergência, além de uma Brigada Voluntária de Incêndio predial Nota 10, que atuou precisamente de acordo com as ações passadas nos treinamentos e briefings, e conseguiu orientar a população participante dos simulados de forma eficiente e segura.

O2 e CBRE, temos orgulho em trabalhar com vocês e Parabéns pela Cultura de Segurança!

www.brasilresgate.com.br

#brasilresgate

#lazabrasil

#melhorsimuladodobrasil



Brigadistas Voluntários do Colégio Santo Inácio - Rio de Janeiro

Brigadistas Voluntários do Colégio Santo Inácio - Rio de Janeiro


Simulado de Desocupação - Condomínio Visconde de Inhaúma Corporate - CBRE


NR 33 - Treinamento de Espaço Confinado


Contrata-se PCD para Recepcionista


Teatro Vannucci Bombeiro Rafa


Atendimento médico para eventos de reunião de público

Eventos temporários de reunião de público

Eventos temporários de reunião de público são tratados pela Nota Técnica NT 5-04 do CBMERJ, onde dispõe:

4.10 Eventos temporários de reunião de público é o exercício temporário de atividade econômica, cultural, esportiva, recreativa, musical, artística, expositiva, cívica, comemorativa, social ou religiosa, com ou sem fins lucrativos, que proporcione, em maior ou menor grau, concentração de pessoas, em áreas abertas ou fechadas, em espaço público ou privado, que possua duração até 90 dias.

5.1.1 Todos os eventos temporários que proporcionem reunião de público deverão se regularizar junto ao CBMERJ, através da apresentação dos documentos previstos na NT 1-01 – Procedimentos administrativos para regularização e fiscalização.

5.1.2 Será observado o seguinte critério de classificação dos eventos:

a) eventos de pequeno porte: público até 2.000 pessoas;

b) eventos de médio porte: público entre 2.001 e 20.000 pessoas;

c) eventos de grande porte: público a partir de 20.001 pessoas.

O Dimensionamento da Brigada de Incêndio Profissional leva em consideração, entre outros aspectos, a área total construída (ATC), conforme Tabela 1, do item 6.1.6:

ATC - Edificação permanente | Estrutura temporária

Até 200 m² - Isento | Isento

De 201 à 500 m² - Isento | 02 BC

De 501 à 2.500 m² - 02 BC | 04 BC

a) para os eventos que excedam a ATC informada na tabela acima, deve se adotar 01 BC para cada 2.500 m² de ATC acrescida.

b) os valores da Tabela 01 serão aplicados somente para edificações ou estruturas temporárias térreas;

c) no caso de edificações e/ou estruturas com mais de 01 pavimento, a distância máxima percorrida pelo bombeiro civil não poderá ser superior a 30 m;

d)... 

Atendimento médico para eventos de reunião de público é previsto na Nota Técnica NT 5-05 do CBMERJ, onde dispõe:

1 OBJETIVO desta NT: Fornecer diretrizes no que se refere à análise pela Diretoria de Socorro de Emergência (DSE), do CBMERJ, para Planejamento Médico dos Eventos Especiais e a autorização para emissão da Certidão de Anotação de Responsabilidade Técnica (CART) pelo CREMERJ em eventos com estimativa de público igual ou superior a 1.000 pessoas.

2 APLICAÇÃO desta NT: aplica-se a todos os eventos organizados por qualquer pessoa, física ou jurídica, de direito publico ou privado, realizados em locais abertos ou fechados, sob a administração pública ou privada, com entrada paga ou não, com implantação de equipamentos e/ou montagem de estruturas provisórias ou cenografias, para realização de evento que reúnam um público igual ou superior a 1.000 pessoas.

4.7 Evento especial: aglomeração pré-programada de público igual ou superior a mil pessoas, reunidos para atividades de qualquer natureza, tais como artísticas, religiosas, esportivas, festividades de fim de ano, espetáculos musicais, convenções, exposições, etc.

4.14 Maqueiro: indivíduo capacitado a realizar suporte básico de vida e transporte (dentro da área de concentração de público do evento) de pessoas apresentando urgências médicas que estejam impossibilitadas de deambular, sem auxílio, até o posto médico.

4.16 Planejamento Médico para Eventos Especiais (PMEE): projeto apresentado pela organização do evento constando os recursos humanos e materiais para o atendimento e remoção das urgências e emergências médicas, dimensionados para o quantitativo do público e para as características do evento.

4.20 Relatório Operacional de Eventos (ROPE): documento preenchido pelo organizador ao final do evento, que contém todos os atendimentos e remoções registrados em formulário próprio, que deverá ser entregue na sede da DSE, até o 15º dia, pós evento.

5.1.1 Todo o evento que proporcione reunião de público igual ou superior a 1 mil pessoas, deverá solicitar a aprovação do Projeto de Atendimento Médico, junto a DSE, através de um representante devidamente credenciado da empresa de assistência médica prestadora do serviço.

5.1.4.1 Deverá ser disponibilizado um quantitativo mínimo de 01 dupla de maqueiros para cada 2.000 ou fração que exceda à 1.000 pessoas de público estimado.

5.1.5 A organização deverá disponibilizar padiolas, cadeiras de rodas e pranchas longas em quantidade suficiente para atender a demanda do evento bem como o material de proteção individual (luvas descartáveis e óculos de proteção) para os maqueiros.

ANEXO C – TABELA DE DIMENSIONAMENTO DE RECURSOS DOS POSTOS MÉDICOS:

Público / Postos / Macas / Médicos / Enfermeiros / Técnicos de enfermagem /Ambulância tipo D / Ambulância tipo B

1.000 Até 4.999 / 01 / 02 / 01 / 01 / 01 / 01 / 00

*ver dimensionamento para outros públicos na NT 5-05 CBMERJ.


coronavirus

O que é e como prevenir o Coronavírus?

INFORMATIVO SOBRE CORONA VÍRUS

 

O que é Coronavírus?

É uma família de vírus que causam infecções respiratórias, que podem ser brandas ou também mais perigosas, como a Síndrome Respiratória Aguda Grave (SARS) ou, a Síndrome Respiratória do Oriente Médio (MERS).

 

O novo agente do Coronavírus foi descoberto em dezembro de 2019, após casos registrados na China, e está sendo objeto de estudo entre pesquisadores de diversos países. Atualmente, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), são 14,5 mil casos registrados em 18 países (dados referentes a primeira semana de fevereiro). No Brasil, até 03 de fevereiro de 2020 foram 15 casos suspeitos em investigação.

 

Qual a diferença entre gripe e Coronavírus?

No início da doença não existe diferença quanto aos sinais e sintomas. Por isso é importante estar atento!

 

Quais são os sintomas do Coronavírus?

Os sinais e sintomas do novo Coronavírus são principalmente respiratórios, semelhantes a um resfriado. Podem também causar infecção do trato respiratório inferior, como as pneumonias. Os principais sintomas são: I) Febre; II) Tosse e III) Dificuldade para respirar.

 

Como se transmite o Coronavírus?

A transmissão do Coronavírus costuma ocorrer pelo ar ou por contato pessoal com secreções contaminadas, como: a) Gotículas de saliva; b) Espirro; c) Tosse; d) Catarro; e) Contato pessoal muito próximo; e f) Contato com objetos ou superfícies contaminadas seguidos de contato com boca, olhos ou nariz.

 

OBS: O vírus pode ficar incubado por 14 dias/duas semanas.

 

Como é feito o diagnóstico do Coronavírus?

Contrata-se Bombeiro Civil para São Paulo - SP


Paulo Bomfim, membro da Academia Paulista de Letras

Eu te amo São Paulo

"Eu te amo São Paulo, em teu mistério de chão antigo, em teu delírio de cidades novas; e porque teus cafezais correm por meu sangue e tuas indústrias aquecem o ritmo de meus músculos; pela saga de meus mortos que vêm voltando lá do sertão, pela presença dos que partiram, pela esperança dos que vêm vindo – eu te amo São Paulo!

Em teu passado em mim presente, em teus heróis sangrando rumos, em teus mártires santificados pela liberdade, em teus poetas e em teu povo de tantas raças, tão brasileiro e universal – eu te amo São Paulo!

Pela rosa dos ventos do sertão, pelas fazendas avoengas, pelas cidades ancestrais, pelas ruas da infância, pelos caminhos do amor – eu te amo São Paulo!

Na hora das traições, quando tantos se erguem contra ti, no instante das emboscadas, quando novos punhais se voltam contra teu destino – eu te amo São Paulo!

Pelo crime de seres bom, pelo pecado de tua grandeza, pela loucura de teu progresso, pela chama de tua história – eu te amo São Paulo!

Desfazendo-me em terra roxa, transformando-me em terra rubra, despencando nas corredeiras do meu Tietê, rolando manso nas águas santas do Paraíba, vivendo em pedra o meu destino nos contrafortes da Mantiqueira, salgando pranto, dor e alegria na areia branca de nossas praias, na marcha firme dos cafezais, nas lanças verdes do canavial, no tom neblina deste algodão, na prece de nossos templos, no calor da mocidade, na voz de nossas indústrias, na paz dos que adormeceram – eu te amo São Paulo!

Por isso, enquanto viver, por onde andar, levarei teu nome pulsando forte no coração, e quando esse coração parar bruscamente de bater, que eu retorne à terra donde vim, à terra que me formou, à terra onde meus mortos me esperam há séculos; por epitáfio, escrevam apenas sobre meu silêncio, minha primeira e eterna confissão: – EU TE AMO SÃO PAULO!"


Autor: Paulo Lébeis Bomfim foi um poeta brasileiro, membro da Academia Paulista de Letras (30 de setembro de 1926 - 7 de julho de 2019).

https://paulobomfim.com/literatura/cronicas/eu-te-amo-s%C3%A3o-paulo.html


Contrata-se Vigilante Patrimonial para São Paulo - SP


Brasil Resgate | Lazabrasil Segurança Privada


Brasil Resgate | Lazabrasil Segurança Privada

Agradecimento aos nossos empregados

Bom dia Senhores Bombeiros, Vigilantes, Recepcionistas, e TODOS os demais empregados do Grupo Brasil Resgate | Lazabrasil Segurança Privada;

Venho agradecer todo esforço extraordinário que está sendo empregado por cada um de vocês individualmente e no coletivo, em meio a esta crise de saúde mundial, que é o COVID-19, que ainda deve perdurar por alguns meses, afetando a saúde das pessoas, mas também a economia e a sociedade como um todo.

Neste momento é fundamental mantermos a calma e o raciocínio de "TODOS a nossa volta", para que possamos seguir com nossas vidas de maneira organizada e segura, procurando contribuir ao máximo com a prevenção contra o COVID-19, e a manutenção da ordem da sociedade.

Como todos sabem, o serviço que prestamos é considerado ESSENCIAL, e assim como alguns outros serviços, NÃO PODE PARAR! Se todos pararem, haverá uma morte súbita na economia, e quando essa crise passar é possível que muitos não consigam se reconstruir.

Assim, peço a vocês que continuem os seus trabalhos com carinho e atenção, mesmo nas situações mais adversas, pois nós somos sim ESSENCIAIS, e precisamos continuar convergindo e entregando diariamente Qualidade, Segurança e Prevenção.

*Após o trabalho, procurem ir para suas casas, se higienizarem assim que chegarem, informar e cuidar dos seus familiares, e se possível evitem sair de casa!

CUIDEM-SE!!

Desejo a TODOS vocês Calma, Serenidade e Força.

Forte abraço;

RICARDO ZAMITH - Diretor de Operações

Brasil Resgate | Lazabrasil Segurança Privada